Vencedora do 1º Concurso Fotográfico Fototech 03-02-2015

“Essa foto foi tirada em uma expedição de 13 dias pelos Himalaias. Esse é o Mosteiro Tashilhunpo na cidade de Shigatse no Tibete. É incrível, mas algumas pessoas ainda não sabem que os Tibetanos tiveram seu território invadido pelos chineses na 1ª metade do século XX e a dominação geográfica, cultural, (não) religiosa e política perdura até hoje. Os Tibetanos não podem ir e vir dentro de seu próprio país, não podem viajar para outros países, não podem acessar a internet, nem ver canais de TV de fora da China. Não podem pronunciar o nome do Dalai Lama, professar abertamente sua fé, escutar músicas tibetanas, nem repetir a história de seu povo. Os que não apoiam o regime chinês não têm documentos oficiais e não podem ter conta em banco, adquirir crédito, frequentar boas escolas. De 100 em 100 km todos têm que parar nos postos de controle e apresentar o salvo-conduto para circular. Foi um dos lugares em que mais tive medo de fotografar. Somos observados, vigiados e não podemos fotografar quase nada “oficial”. E ainda tivemos que deixar todos os livros, inclusive guias de turismo no Nepal antes de entrar em território tibetano. Essa foto é simbólica. Os monges tibetanos, que antes da invasão chinesa eram centenas de milhares, hoje são apenas centenas. Foram dizimados pela contra-cultura chinesa. Os poucos que restam vivem completamente à margem da sociedade, em situação de extrema pobreza. São a última fagulha de resistência de um povo para manter sua história, sua cultura e sua fé.”